Maior fabricante de placas gráficas anuncia aquisição do maior fabricante de processadores de dispositivos móveis.

 
A Nvidia e a SoftBank anunciaram hoje que chegaram a acordo para a venda da ARM por 40 mil milhões de dólares (cerca de 33,7 mil milhões de euros). A ARM passará então a ser uma divisão da Nvidia, mas continuará sediada no Reino Unido e a manter o seu modelo operacional.

 
Com esta compra, a Nvidia pretende cimentar a sua posição no segmento da Inteligência Artificial (IA), levando as suas tecnologias de IA aos clientes da ARM.

 
Os processadores da ARM são utilizados nos chips fabricados por gigantes tecnológicos como a Apple, Samsung e Qualcomm. De acordo com Jensen Huang, diretor executivo da Nvidia, isto não se deverá alterar e a empresa deverá continuar a operar independentemente no mercado.

 
Já se especulava desde julho sobre a possível compra da ARM pela Nvidia. Agora que o negócio foi oficializado, resta esperar pelo parecer das entidades reguladoras para saber se o negócio se vai concretizar tal como foi anunciado. Caso haja um parecer negativo, a Nvidia poderá ter de adicionar mais contrapartidas.

 
No entanto, e apesar da venda à Nvidia, a japonesa SoftBank continuará a ter uma fração da empresa britânica de processadores — cerca de 10%.